top of page

Ainda estou vivendo um relacionamento tóxico?





Estou vivendo um relacionamento tóxico?


Quando pensamos em relacionamento tóxico, nos lembramos daquelas pessoas difíceis de lidar as quais estamos emaranhadas, seja no local de trabalho, na vizinhança, dentro da nossa própria casa e nas relações com nossos familiares. Este é um tema muito abrangente, sobre algo que quase todos nós já experienciamos em algum momento da vida.


Pessoas tóxicas costumam nos "tirar do sério" ou "roubar a nossa paz" quando menos esperamos, como se fossem programadas para desestabilizar nosso emocional. Nos fazem sentir medo, culpa ou raiva e nos roubam nossa alegria de viver.


Passamos a nos concentrar em identificar formas de nos livrarmos delas e, quanto mais energia colocamos nesse pensamen

to, mais essas pessoas tóxicas atuam em nossas vidas, como se adivinhassem os momentos mais oportunos para surgirem em nosso caminho e estragar tudo com uma crítica ou uma atitude ríspida. Nos desestabilizam. Nada pode ser mais desmotivacional do que o relacionamento com uma pessoa tóxica.


Segundo a lei do retorno, tudo o que existe está sendo criado pelos nossos sentimentos, pois eles são vibrações eletromagnéticas que tem origem em nosso coração. Atraímos o que emanamos. Assim, com sentimentos de amor, compaixão e altruísmo estamos atraindo situações favoráveis ao nosso crescimento enquanto seres em evolução, sejam estas situações de ordem material, como a prosperidade financeira, ou de ordem abstrata, como a felicidade e os relacionamentos saudáveis, por exemplo. Ao contrário, atraímos situações desfavoráveis, eventos e pessoas tóxicas, quando estamos emanando sentimentos ruins ou de baixa vibração energética, como a raiva, o medo e a culpa.

Esse conhecimento já está bem difundido em nossa sociedade, mas será que está introjetado em nossas consciências? Para responder, basta olhar os resultados que estamos apresentando.

O que você está atraindo? Ou melhor, como está sua vida?

Considerando a questão anterior, podemos entender a necessidade de praticarmos o Amor Incondicional, mas não apenas de forma abrangente como a empatia por outras pessoas. É necessário incluir o cultivo de sentimentos mais nobres por tudo o que nos cerca e por todos os momentos do nosso dia a dia.


Para termos uma vida mais harmoniosa, podemos começar por nós mesmos, cultivando o autoamor, e ampliar para toda a natureza, ou seja, entrar em um Estado de Amor constante.

Emanando Amor, que é uma energia de altíssima vibração, atrairemos pessoas que estejam nesta sintonia. Consequentemente, pessoas que não estão vibrando na energia do Amor se afastarão, digamos, automaticamente.


Aprender a cultivar sentimentos mais coerentes com nossa natureza crística, mudar paradigmas e crenças que não colaboram para o nosso Bem Maior e aprender a criar a realidade que se deseja, são conquistas da alma que podem ser desenvolvidas através de práticas orientadas como a Arteterapia, a Meditação e todas as outras Práticas Integrativas e Complementares de Saúde, com a ajuda de profissionais qualificados.

Quando nos permitimos a introspecção que possibilita o autoconhecimento e cultivamos o autoamor, damos o primeiro passo na direção da evolução espiritual.


Como está a sua vida?


Gratidão!

Namaste!



Miriam Miranda

Arteterapeuta Transpessoal 💳 AARJ 927/0219

Terapeuta Holística 💳 CRTH-BR 10249

Cura Quântica Multimensional

Atendimento On-line e Presencial - Tijuca, Rio de Janeiro.

Comments


"Tudo o que sei é que nada sei ".

Miriam Miranda Artista Visual, Arteterapeuta e Terapeuta Holística Multidimensional
Prepare-se para
sua ascensão!